TURISMO DA TERCEIRA IDADE


Arquivo Pessoal: Carolina Godoy

Dentro das atividades de lazer, encontra-se uma em especial que tem a simpatia de grande parcela da população: o turismo. O que você entende por turismo?

O turismo é uma ótima maneira de sair da rotina, liberar o stress e praticar o seu lazer! Para todas as idades, o turismo é como um “objeto” de desejo ao final do ano durante o recesso do trabalho; durante as férias; no final de semana ou somente naquele dia que precisa “mudar de ares”. Englobando todas estas possibilidades, o turismo é uma das áreas que mais vêm se destacando no cenário atual.

Mais formalmente, a Organização Mundial do Turismo (1994) definiu como: “O Turismo compreende as atividades que as pessoas realizam durante suas viagens e estadias em lugares diferentes do seu local de residência, por um período consecutivo inferior a um ano, com propósitos de lazer, descanso, negócios e outros.”

E o intitulado ‘Turismo da Terceira Idade’? Com as facilidades das atividades turísticas em expansão, o potencial da atividade é cada dia mais notório. Contudo, há necessidade específicas de determinados segmentos que merecem atenção em particular: os destinos, roteiros, exigências, atividades não são unânimes para todos os grupos de interesse. Com isto, surge o “Turismo de Terceira Idade”, uma das diversas designações de turismo existentes no trade. Tal segmentação tem ganhado bastante destaque, pois está promovendo a qualidade de vida e, consequentemente, a longevidade.

Com o aumento da expectativa de vida, segundo Antônio Jordão Netto (1997), há “um aumento da vida pós-trabalho, que permite que os aposentados possam desfrutar de forma mais extensa e intensa o seu tempo livre”. Ou seja, a atividade turística voltada para a terceira idade caracteriza-se como um mercado atrativo para a indústria do turismo, já que o idoso possui tempo disponível que pode ser utilizado para viajar e consumir serviços e produtos (um nicho importante principalmente durante a baixa temporada). Esse encontro do potencial para rentabilidade no mercado turístico tem um ponto bastante positivo: atraiu a atenção das empresas para essa categoria, tornando os serviços mais acessíveis e qualificados. Consequentemente, as viagens alcançaram um número maior de participantes e obtiveram um maior nível de aproveitamento, o que possibilita auxiliar mais indivíduos no desenvolvimento social e pessoal dos idosos, uma vez que possibilita a troca de experiências e a socialização.

O turismo é uma excelente forma de socialização e de formação de vínculos pessoais, dois fatores de grande importância nessa fase da vida. As atividades de lazer e o turismo proporcionam a inclusão do idoso, melhoraram seu desenvolvimento intelectual, fortalecem suas habilidades físicas e mantém sua independência. Elas podem ainda lhes proporcionar a redescoberta da motivação e novas propostas de vida, aumentando assim sua satisfação em viver, fatores de extrema importância para a busca do equilíbrio físico e psicológico (Fromer, 2003).

Considerando essa valorização do turismo na Terceira Idade, e a importante contribuição que ele exerce na qualidade de vida do idoso, os convido a participar conosco do curso Acompanhante de Idosos, desenvolvido pela Geratividade. Nele discutiremos sobre auxílio para o turismo nessa faixa etária, além de diversos outros temas. Venha conhecer!!

DÉBORA BAUNGARTNER

Turismóloga, escreve na coluna de Lazer e Turismo do BLOG GERATIVIDADE toda segunda semana do mês.

Para contato: debora.baungartner@gmail.com

Posts Em Destaque
Posts Recentes